07-07-2019

4 vantagens do uso de livros digitais em escolas





Em 1971, quando o norte-americano Michael Stern Hart criou o primeiro livro em formato eletrônico, ele talvez não imaginasse o impacto que os livros digitais teriam na humanidade, sobretudo no contexto escolar.

A diferença pedagógica dos livros digitais em relação aos impressos consiste, essencialmente, na sua facilidade de acesso — pelo celular, tablet ou computador — e no fato de reunir, em um único elemento didático, textos, imagens, vídeos, músicas, jogos interativos e muitos outros recursos.

As múltiplas possibilidades de uso e a crescente acessibilidade a essa importante ferramenta digital fez dela uma inquestionável tendência mundial, tanto para a educação formal quanto informal.

O uso de tecnologias digitais no mundo já alcançou 3,2 bilhões de pessoas. Apenas no Brasil, mais de 50% das residências já dispõem de acesso à internet.

Diante disso, quais as vantagens os livros digitais de fato trazem às escolas? Continue a leitura para constatar as vantagens e caminhos que estão sendo tomados a partir da introdução dessa poderosa ferramenta de ensino na sala de aula.

1. Maior adesão à leitura

O fato de o conteúdo em formato digital ser uma novidade em muitas escolas do país, por si só, já é capaz de atrair mais alunos para a leitura. Mas é a amplitude do acervo bibliográfico o principal fator influenciador dessa prática tão fundamental para a constituição de todo ser humano, a leitura.

A riqueza de recursos visuais e auditivos atrelados à leitura digital tornam mais prazeroso o ato de ler. Tais recursos estimulam a compreensão e desenvolvem no aluno o interesse pelo conhecimento, interesse que tende a se estender por toda a vida.

2. Otimização do espaço físico escolar

Quanto espaço seria necessário para abrigar pelo menos 30 exemplares de 10 mil obras literárias? É praticamente inimaginável, se considerarmos o porte das bibliotecas escolares. Sem falar na necessidade de rigorosa administração de todo o acervo.

Portanto, uma vez que os livros digitais dispensam o espaço físico, a possibilidade de uma escola dispor de dezenas milhares de títulos permite que vários alunos leiam virtualmente a mesma obra, sem necessidade de devolvê-la posteriormente à biblioteca.

É claro que, mesmo após esse movimento de expansão digital no ambiente escolar, as bibliotecas físicas devem continuar existindo. Contudo, seu espaço limitado não seria suficiente para abrigar todas as obras disponíveis digitalmente.

3. Melhoria na infraestrutura tecnológica

A chegada da literatura digital às escolas brasileiras traz consigo melhorias significativas na infraestrutura tecnológica das instituições.

Antes relegado à esfera administrativa dos colégios e aos laboratórios de informática, o sinal de banda larga expandido para outras dependências do recinto escolar representa um grande avanço pedagógico na educação nacional.

Por exemplo: quanto tempo se perde durante uma aula até que todos os computadores do laboratório estejam ligados e funcionando exatamente como o professor sugeriu? Esse percalço, bem como muitos outros, deixam de existir com a melhora da infraestrutura tecnológica que acompanha a chegada dos livros digitais nas escolas.

4. Atualização profissional dos professores

As mudanças no ambiente digital permitem o aprimoramento profissional dos professores. Muitos certamente já dominam várias facetas da tecnologia digital, mas nem todos estão totalmente familiarizados.

Cada vez mais presentes na vida dos alunos, o progresso tecnológico também atinge a esfera administrativa escolar, no tocante à rotina de tarefas dos professores — como leituras, preparação de aulas, elaboração de avaliações, preenchimento de notas, comunicação com a direção etc.

São inúmeros os benefícios de se ter a tecnologia associada ao processo de ensino. Além dessas vantagens elencadas aqui, poderíamos elencar muitas outras, como economia financeira na compra de livros, evolução das técnicas de ensino, imersão digital dos alunos, interesse genuíno pelo aprendizado entre outras.