28-02-2020

Google sala de aula: o app que vai revolucionar o modo de aprender!





O avanço das tecnologias, principalmente direcionadas ao mundo virtual, trouxeram um mundo de possibilidades. Hoje em dia, é possível acessar diferentes tipos de conteúdos e conhecer uma infinidade de assuntos. É claro que, no quesito ensino, os aparatos tecnológicos não poderiam ser mais bem-vindos, inclusive, com a existência de uma plataforma exclusiva para o ensino: o google sala de aula ou classroom.

Um local desenvolvido para que aulas sejam lecionadas diretamente do computador, facilitando a comunicação entre professores e alunos. Quer conhecer mais sobre essa tecnologia? Então continue a leitura!

O que é Google Clasroom?

Com o objetivo de ser uma plataforma de extensão para o trabalho do professor, o Google Classroom foi desenvolvido para criar salas de aula virtuais. Sendo assim, o usuário tem todas as ferramentas para o ensino-aprendizagem e pode não só criar sua própria sala, como disponibilizar aulas on-line, adicionar alunos e elaborar tarefas.

Como funciona o Google Sala de Aula?

Por ser uma plataforma do Google, é necessário ter uma conta para acessá-lo. O funcionamento do Classroom é bem simples e traz bastantes funções para os usuários, tanto professores como alunos.

Dito isso, o administrador pode criar sua turma, gerenciar conteúdos, criar documentos, avaliações e distribuí-los. Os alunos, para terem acesso à plataforma, devem estar cadastrados pelo administrador. Eles definem um login e recebem uma senha gerada pelo professor/administrador.

O Google Classroom é encontrado no formato on-line para computador e também como app para dispositivo mobile (Android e IOS). Em caso de o professor trabalhar em alguma escola, é interessante associar a sala ao perfil da escola pelo G suite for Education.

Quais as principais funcionalidades?

Existem muitas funcionalidades para tornar a experiência bem interativa entre os usuários. Por exemplo, é possível anexar links e arquivos com a alternativa de estipular prazos para entrega dos trabalhos. Os alunos conseguem ver os conteúdos e anexar os seus trabalhos, assim como enviar os arquivos para o professor. Além disso, a sala virtual tem algumas funções como mural, alunos e sobre. Saiba mais sobre cada uma delas a seguir.

Função mural

Funciona como uma linha do tempo em que se pode ver os principais trabalhos elaborados pela turma. É uma funcionalidade bem parecida com o que encontramos em redes sociais, como a página de inicial de um perfil do Facebook, onde vemos tudo o que a pessoa postou/compartilhou durante um período.

Alunos

Nessa área se consegue fazer uma lista com todos os estudantes do curso. Uma função essencial, pois é nela que os convites para os alunos são feitos.

Seção “sobre”

É onde estão as configurações de alguns detalhes da plataforma, como o tipo de turma, agenda e a conta do Google Drive. Além de definir uma sala de aula presencial para passar o conteúdo da ferramenta, caso exista essa possibilidade.

Como criar uma conta no aplicativo?

Primeiramente, ao entrar na tela do Google Classroom, será necessário que o usuário tenha uma conta no Google Apps for Education. A página ainda está em inglês, porém, não é complicado entender o que se pede.

O usuário precisa informar seu nome completo, informações sobre a instituição a qual pertence (tipo, site da escola ou universidade, e-mail, número de alunos, endereço etc). Preenchidos esses dados e criado o seu login e senha, ele já pode entrar no Google Sala de Aula.

Como configurar?

Ao cadastrar, apesar da facilidade em colocar o endereço e outras informações, o usuário/administrador pode encontrar um empecilho em relação ao e-mail e site da escola. Caso ele seja um professor independente, apenas com o intuito de disponibilizar material para os seus alunos, ele pode encontrar dificuldades na hora do cadastro. É preciso ter um domínio para confirmar a admissão.

Feito todo o procedimento de cadastro, o utilizador já pode entrar no Google Classroom com o login do Apps for Education e ter acesso a todos os benefícios que essa plataforma proporciona.

Seja um parceiro

Quais são os principais benefícios do aplicativo?

O Google realmente criou essa plataforma com o intuito de melhorar as interações entre professores e alunos e proporcionar tudo o que é possível fazer em uma sala de aula em um ambiente virtual. Assim, vamos conhecer alguns dos principais benefícios.

Comunicados

É possível escrever comunicados e publicá-los para que todos os cadastrados vejam, como uma espécie de mural — e ainda dá para adicionar links, vídeos e até documentos.

Enviar avaliações

Na página direcionada a turma, o administrador consegue enviar avaliações ou trabalhos colocando prazos para a entrega, inclusive, anexando documentos ou links. Assim como, é possível mandar a mesma tarefa para turmas diferentes.

Mensagens

A plataforma possibilita a criação de mensagens específicas para grupos de alunos. Também permite feedbacks das avaliações diretamente ao aluno autor. Do mesmo modo, conversas em tempo real com a turma.

O que posso aprender com o caso FMUSP?

A Faculdade de Medicina da USP – FMUSP é um bom exemplo de como a tecnologia pode ser de grande auxílio para melhorar o alcance das aulas. A FMUSP é mais uma utilizadora dos benefícios da plataforma do Google Sala de Aula, chegando a ter 80% das suas disciplinas cadastradas na ferramenta.

Com isso, ela conseguiu melhorar muito a distribuição de seus documentos, disponibilizando materiais on-line e unificando as turmas. Antes da plataforma, a faculdade tinha sérios problemas com vários domínios de e-mails em diferentes departamentos. Isso acabava prejudicando o acesso dos alunos, que ficavam confusos.

Com o Google Classroom não só foi possível unificar o acesso, mas também ter bons resultados em áreas como a Residência Médica e nos cursos de Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia e Fisioterapia. Os próximos passo serão desenvolver videoaulas exclusivas para a plataforma.

Qual a importância da tecnologia para o ensino-aprendizagem?

Iniciativas como o Google Classroom representam muitas possibilidades, mas principalmente, indicam como o ato de lecionar não precisa estar preso apenas a uma sala de aula. O ambiente virtual pode ser utilizado para disponibilizar a acesso ao conhecimento de uma maneira prática e fácil. Mostrando que não há barreiras entre os professores e seus alunos.

Hoje, mais do que nunca, é preciso estar atento para o que tecnologias, como a proporcionada pelo Google, podem oferecer ao ensino-aprendizagem e entender que essas ferramentas estão aí para complementar a relação entre todos os membros da sala de aula, assim como melhorar o alcance das instituições de ensino.